19
Dez 10
By Kawamura, às 17:55link do post | Comments

 

 

Aviso: a primeira pessoa que me disser outra vez "é o país que temos" seguramente levará com uma biqueirada no céu da boca. Arre foda-se, que já não há mais paciência para isto, caralho! O "país que temos" somos nós que o fazemos, ou será tudo obra do Espírito Santo? Toda a gente manda palpites e tem uma opinião, mas fazer alguma coisa - tá quieto! Até uma revolução precisa de meses de planeamento, quanto mais uma mudança real da sociedade pelas vias legais. Se não gostam "do país que têm", têm bom remédio: organizem-se para o mudar ou emigrem. Temos pena mas é assim mesmo. Que cansaço!